sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Depressão Segundo a Medicina Tradicional Chinesa (Parte I)

Texto por Caio Cesar de Oliveira.

Sabemos quanto mais tempo que se passa a tendência aumentam em nos desenvolvermos ansiedade e depressão, porem essa doença ela não esta acometendo só nos tempo de hoje, na China antiga também aconteciam problemas emocionais, com menos frequência mas já existiam. A depressão dentro da medicina tradicional chinesa (MTC) significa YU, onde existem dois significados conhecido como “estagnação” ou “depressão”

Yu como Estagnação:
No capitulo 71 de Su Wen (questões simples), ele refere-se que a depressão está ligado com a estagnações dos 5 elementos, falando da seguinte maneira:
“Quando madeira estagna, ela expande; quando o Fogo estagna, ele ascende; quando a terá estagna, ela se apodera; quando o metal estagna, ele descarrega; quando a Água estagna, ela jorra”.
Através dessas citações, fica claro que para Su Wen que a depressão depende de cada paciente e que forma que a doença apresenta no seu organismo, segundo a teoria dos cinco movimentos (elementos).

Outra maneira citada nas descrições antigas chinesa,foi no “Essential Method de DAN XI (Dan Xi Xin Fa, 1347) fala de uma forma diferente, citando de 6 estagnações do Qi e Xue, sendo elas:
  • Estagnação de Qi
  • Estagnação de Xue
  • Estagnação de alimento
  • Umidade
  • Fleuma
  • Calor

Seguindo esses 6 tipos de estagnações Zhu Dan Xi elaborou uma prescrição para essas seis estagnações chamada de Yue Ju Wan ( Pilula da Gardenia-Ligusticum), uma formula de extrema importância na pratica clinica como tratamento dentro de um quadro de depressão mental, sendo como principal uma estagnação de Qi.

Yu como depressão Mental.
Alem de significar estagnação, Yu também quer dizer depressão mental. Alguns médicos chineses dizem que no sentido geral. Yu indica estagnação, sendo a base patológica para muitas doenças, num sentido mais estrito, Yu se refere à categoria de doença da “depressão mental”.

Maioria das referencias encontradas dentro da MTC, a depressão está relacionado com um fenômeno de excesso, pelo menos nos seis estágios iniciais, com estagnações do Qi do fígado sendo a patologia principal e fundamental desse tipo de doença.
Quando falamos em padrões de excesso vale lembrar que existem outras formas de excesso no organismo como estagnação de Qi transformando em calor, estagnação de fleuma e do xue (sangue). Coloca-se um grande foco em estagnação de Qi de fígado quando estamos falando em seis estágios iniciais.

Porem sabe que tudo na natureza que tem a tendência ficar por muito tempo em um lado da balança é inevitável o seu caminho oposto começar aumentar, Nei Jing já falava isso, mas, o que isso quer dizer?

Dentro da lei do Yin e Yang tudo que tem a tendência ficar muito yang, automaticamente yang começa enfraquecer e em seguida começar surgir o aspecto yin. Uma pessoa que corre incansavelmente (movimento = yang) por muito tempo continuo, vai chegar uma hora que ele vai ter que parar ou ate mesmo desacelerar (movimento yin), isso mostra o a troca equivalente entre yin e yang.

Dentro da depressão, os estágios posteriores da doença, o excesso pode se transformar em deficiência, gerando depressão mental de aspecto deficiente e não por excesso. De fato o calor pode lesar o yin levando uma deficiência de yin do Rim, a fleuma pode prejudicar o baço, causando deficiência de baço e assim por diante.
Na medicina tradicional chinesa, estagnação e depressão mental são quase sinônimos, lembrando que toda depressão é uma estagnação de Qi, basta identificar em que período se encontra a doença.
Identificação de padrões e tratamento.

Na depressão os padrões que podem apresentar são os seguintes:
  • Estagnação d Qi de Fígado
  • Estagnação do Qi do coração e do Pulmão
  • Qi do Fígado estagnado transformando em calor
  • Fleuma-calor perturbando o shen (mente)
  • Estagnação de Sangue obstruindo o shen (mente)
  • Estagnação do Qi com Fleuma
  • Calor no diafragma
  • Preocupação prejudicando a mente
  • Deficiência do coração e do baço
  • Deficiência do Yang do coração
  • Deficiência do Yin do Rim e do Coração, agitação de calor por deficiência.
  • Deficiência do Yang do Rim

Principais pontos para tratamento da depressão na acupuntura.

P7 (Lieque) – Ponto responsável por fazer seleção e troca do Qi na cabeça (Qi puro sobe e Qi impuro desce), no nível psíquico ilumina a mente e eleva humor. Indicado para qualquer tipo de desequilibro energético.

Ig4 (Hegu) – Acalma a mente, regula ansiedade combinando com F3, DU24 e VB13.  Utilizado essa combinação quando o paciente demonstra depressão junto com ansiedade.

E36 (Zusanli) – ótimo tonificante da mente, eleva humor em pacientes deprimido com fundo de deficiência do Qi/Xue.

E40 (Fenglong) – Abre orifícios da mente, muito indicado para pacientes com comportamento maníaco.

B42 (Pohu) – Um dos principais pontos para pacientes que esta pensando suicida (três cadáveres flutuando), incluindo tristeza, aflição, opressão no tórax, depressão. Sendo ponto fortemente ligado com a alma PO, paciente que demonstra sinais de depressão relacionado com pulmão.

B44 (shentang)-  Insônia, ansiedade, inquietação mental, tristeza, pesar e preocupação.

B47 (Hunmen) – Medo, depressão, insônia, sonhos excessivos, falta de senso de direção na vida. Essa pontos trata emoções relacionado com fígado, como frustração prolongada e ressentimento que não passa.

B52 (Zhishi) – Pacientes que não tem motivação, falta de impulso, e falta força de vontade. Esse ponto esta ligado com RIM, pacientes que não tem vontade para fazer nada ou ate mesmo de não iniciar nenhum tipo de tratamento para sair desse quadro, falta força de vontade para a pessoa mudar o seu quadro ou iniciar qualquer tipo de atividade.

Du12 (Shenzhu) – Agitação, fala incoerente, ver fantasmas, delírio, fúria de matar as pessoas.

Du16 (FengFu) – Comportamento maníaco, fala incessante, andar de um lado para outro, vontade de cometer suicídio, tristeza e medo. Indicado para pacientes que tem junto com ansiedade pensamentos mórbido.


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Macaco de Fogo - Ano Novo Chinês 2016 (Ano Taoísta 4714)


O Rei Macaco (西遊記) é um dos principais personagens da lenda mitológica chinesa chamada de Jornada ao Oeste, conhecida no Ocidente como a história que inspirou o mangá e anime Dragon ball. 

Mas, esta lenda ocupa um posto muito mais importante na história do Oriente: é um épico fundador, influenciado o pensamento oriental da mesma forma que a Ilíada e a Odisséia de Homero fizeram na cultura greco-latina. Acima de toda a importância histórica Jornada ao Oeste é uma história sobre o desenvolvimento "espiritual" para lá de divertida: cheia de intrigas, perigos e tentações.

Na história, Su wukong nasceu de uma rocha mística formada pelas forças primitivas do caos, localizada na Montanha das Flores e Frutas e é descrito como uma figura lendária com extraordinários podres: é muito forte (consegue erguer 8,1 toneladas) e veloz ( com um salto ele consegue superar uma distância de 54.000 quilômetros). Sun pode se transformar em 72
Sun Wukong e personagem do Dragon Ball (Goku)
coisas diferentes tais como animais e objetos; quando se transforma em pessoas, contudo, ele não consegue esconder a cauda. Também é um grande lutador que consegue enfrentar os generais do céu. Cada um dos 84.000 pelos do seu corpo possui propriedades mágicas, capaz de darem origem a uma duplicata rei Macaco ( como pode ser visto no filme "O reino Proibido" ), assim como várias armas, animais e outros objetos. Ele também é conhecido por comandar os ventos, águas, conjurar círculos protetores contra 
demônios e congelar humano, demônios e deuses.

Mas da onde vieram estes poderes?
Ora, das suas macaquices: como discípulo ( não tão respeitoso) do

patriarca budista-taoista Bodhi, apagou seu nome do "Livro da Vida e Morte", além de roubar os pêssegos da imortalidade da Rainha Mãe do Ocidente, as pílulas da longevidade de Lao Tzu (老子) e o vinho real do Imperador de Jade.

Como tudo tem limites, Su Wukong acaba aprisionado por Buda e depois de 5 séculos ele poderá se redimir de todas as macaquices. Como? ele terá que acompanhar e proteger a jornada do monge Tang Xuanzang para o oeste em busca dos escritos sagrados budistas (Sutras) que estavam na Índia.


Caso queira saber se você pertece ao ano do Macaco, confira a data que você nasceu com a tabela logo abaixo: 




Fonte: ETOSP

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Elemento fogo - Coração (心) e o aspecto do Shen (神)


“Se corpo estiver saudável e o coração (xin - ) sofrer, a doença surge nos meridianos, moxa e agulhas são tratamentos adequados.” – Su Wen Cap 24.
“O soberano irradia (virtude), os que estão sob seu comando ficarão em paz, a partir disso, a nutrição da vida dará longevidade, de geração, e o império irradiará grande luz.” Su Wen Cap 8.

Na china antiga os imperadores eram considerados um instrumento entre o plano superior e o homem, onde as pessoas podiam ser a conexão com céus e os espíritos, por isso Su wen direciona a palavra soberana para o coração.

 Espirito do Coração (Shen - 神)

Todo elemento tem um “espirito” que reside em cada órgão, o que aloja no coração é o Shen (consciência, mente). Quando há uma pessoa muito querida, por onde passa acaba levando luz, com brilho externo, o chinês fala que essa pessoa contem um shen ming radiante (irradiação fogo).

Quando a pessoa tem um shen ming, os olhos do individuo ficam brilhantes, se torna uma pessoa comunicativa, carismática, alegre, vitalidade interna e prazer em viver. 

Shen e o Sono.

Quando yang ascende e domina o dia o shen tem um objetivo, ocupar o mundo, permitindo que o Shen saia da sua residência (coração) deixando a pessoa acordada, esse fluxo acontece ate a chegada do pequeno yin (anoitecer).

O shen descansa no sangue (xue) do coração, quando o sangue não esta saudável o shen não consegue se enraizar e a mente se torna agitada, impossibilitando da pessoa pegar no sono ou se debate na cama que acorda em logo em seguida, e não retorna no sono novamente.

Shen e a memória

Quando não conseguimos lembrar o nome da pessoa que acabamos de conhecer, ou muitas vezes esquecemos que íamos fazer no meio do caminho, como pegar algo no quarto ou banheiro, esses acontecimentos são sinais claros de uma deficiência ou distúrbio do shen. 

Quando uma pessoa não tem capacidade de pensar claramente ou tiver uma consciência clara, ou acontece muitas dispersões em situações corriqueira do dia a dia, piorando em estado de preocupação e nervosismo, esses sinais estão ligado com o espirito do coração (Shen).

Existem situações que o shen praticamente perde a sua residência, em situações de coma ou um ataque surpresa, demonstrando um sinal de ausência da cor vermelha em seu rosto.

Se gostou da matéria compartilhe e acompanhe as outras matérias publicada no blog.

Referencia: 
- TSE. LIN CHIEN. Medicina esotérica chinesa. São Paulo, Ícone, 2013

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Os 5 elementos dos sistema energético segundo a alquimia interna taoista.


Tanto na medicina chinesa quanto na parte de exercícios (QI Kun, Tai Chi Chuan e Etc) é de extrema importância conhecer o sistema energético do nosso organismo, pois o Chi é exatamente o elemento do meio, que se liga ao SHEN e ao CHIN. É ponto de equilíbrio entre o corpo e a mente.

"Nas três categorias, há uma razão
Incrível e inexplicável
Ao concentrar, torna-se o ser
Ao diluir, torna-se o zero
Há sete orifícios interligados
E todos são luminosos."

Neste texto da alquimia do tratado do mistério da compreensão interior, pode ter uma compreensão precisa que acerca a nossa estrutura energética. No corpo humano, existem no total cinco elementos que forma o  nosso sistema energético. 
  1. Centros energéticos
  2. Vasos energético
  3. Meridianos
  4. Sub-meridianos
  5. Meridianos Flutuantes.
A partir de agora vamos conhecer um pouco de cada elemento definido pela alquimia interna taoista utilizada na medicina tradicional chinesa, tai chi chuan, Qi kun e qualquer outra pratica de origem taoista. 

1. Centros energéticos: 
 No total são sete centro de energias que no nível físico se localiza no EIXO do nosso corpo, são lagos de energia interligados, são os orifícios citado no texto taoista citado logo acima, para os alquimistas taoista é conhecido como grande caldeirões para OBRA.

Os orifícios citados no texto é conhecido por CHIAO, são grande portais que permitem a passagem das energias, como se fosse pequenos orifícios em uma grande parede, que permite a passagem de luz em forma de raios luminosos. Para muitos mestres o CHIAOé considerado como ponto LUZ, citado no texto " e todos são luminosos".
Quando a uma prática adequada dentro do Tai chi chuan/ Qi kung é possível sentir esses centros de energia de uma maneira concreta, como citado no texto taoista "ao concentrar, torna-se o ser...".

2. Vasos Energéticos
São energia de maior escala que percorre tronco, membros do nosso corpo humano, nesses vasos energéticos circulam as três energias (Yin, Yang e o Chun). A energia CHUN é energia original, onde nasce a energia yin e a energia yang, é uma energia que devemos estimular, assim conseguimos nutrir os aspectos yin e yang do nosso corpo, fortalecendo a energia CHUN reequilibramos as polaridades.

Os sete orifícios interligados são unidos exatamente por meio desse vaso CHUN que se situa no eixo do corpo. Por isso que na prática do TAI CHI CHUAN é fundamental a conscientização do EIXO.

Os Vasos Energéticos são no total oito (vasos maravilhosos), dois se estende pelo braços e outros dois se estende por toda as pernas; e outros quatros estendem-se pelo tronco e dentro todos.

Para os praticantes de Tai chi  e para os alquimistas taoistas existe quatros vasos do tronco mais importantes que são:
  1. Vaso do despertar (CHUN-MAI), no EIXO;
  2. Vaso Governador (TU-MAI)
  3. Vaso da Concepção (ZEN-MAI)
  4. Vaso da Cintura (DAI-MAI).
O vaso da cintura é o responsável por regular o yin e yang, ligando-se entre o vaso governador e vaso concepção, por isso é importante a movimentação e conscientização na região da cintura na hora de praticar as meditações e na pratica do tai chi chuan. 

3. Meridianos (CHIEN)
São no total 12 meridianos que situam-se entre os muculos e tecido da pele, a cada duas horas do dia , um deles se encontra em maior atividade, perfazendo, assim, um ciclo de energia diário. OS dozees meridianos são utilizados nas praticas de acupuntura e massagem. 

4. Sub-meridianos (LUO).
São pequenos a canais de interligação entre os meridianos principais, entre o canal de meridiano do pulmão e do intestino grosso existe uma ligação, essa ligação vem de um pequeno canal chamado de sub-meridianos 

5. Meridianos Flutuantes (FU-LUO)
Os meridianos flutuantes são pequenos canais de energia que se espalham fora do corpo, como inúmeros fachos de luz, comumente chamados aura humana. Sua função é a de bloquear ou assimilar as energias do meio-ambiente. São raios de contato energético.

BIBLIOGRAFIA:

CHERNG, Wu Jyh; Tai Chi Chuan a alquimia dos movimentos; Rio de Janeiro, ed. Mauad, 2006.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Doenças, sintomas e condições tratáveis com a acupuntura segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)


A partir de 1970, tiveram início diversos estudos científicos no sentido de comprovar a eficácia da acupuntura. Em 1979, a Organização Mundial de Saúde (OMS) editou uma lista com 41 doenças que apresentaram excelentes resultados com o tratamento de acupuntura. Após vinte e cinco anos de pesquisas em renomadas instituições do mundo, a OMS publicou o documento Acupuncture: Review and analysis of reports on controlled clinical trials, no qual expõe os resultados destas pesquisas. Neste documento foi analisada a eficácia da acupuntura – assim como das técnicas de moxabustão, ventosa, sangria, eletro-acupuntura, laser-acupuntura, magneto-acupuntura, massagem shiatsu / tuina e acupressura (pressão digital nos pontos) – em comparação com o tratamento convencional para 147 doenças, sintomas e condições de saúde.

A seguir apresentamos o resultado de eficácia da acupuntura, devidamente verificado pela medicina científica. Constam as afecções físicas, os distúrbios orgânicos, as desordens mentais e psicossomáticas, as condições específicas dos homens, mulheres e crianças, e os problemas oriundos do tratamento de câncer, cirurgias e dependência química.


Afecções físicas:
distensão muscularalivio da dor e desaparecimento dos sintomas em 82% dos casos
dor cervicaleficácia em 67% dos casos
pescoço rígidocura obtida em 80% dos casos após 1 sessão
espondilose cervicalmelhora significativa
dor aguda na colunamelhora imediata da dor aumento significativo na flexão-extensão das costas ganho na condição de manter o corpo ereto
dor lombareficácia em 72% dos casos (superior à medicação convencional)
ciáticaacupuntura distal com agulha superficial: eficácia em 72% dos casos acupuntura local com agulha profunda: eficácia em 96% dos casos
inflamação no tórax e costelascura obtida em 65% dos casos
dor no joelhoeletro-acupuntura: alivio completo da dor em 65% dos casos
“cotovelo de tenista”eficácia em 62% dos casos alívio da dor em 80% após a 1 sessão
periartrite no ombrocura obtida em 66% dos casos
fibromialgiamelhora significativa
fascite na planta do pémelhora significativa
osteoartriteeficácia em 61% dos casos (superior à medicação convencional)
artrite reumatóideacupuntura: alívio da dor e melhora dos sintomas gerais em 65% dos casos eletro-acupuntura: alívio da dor em 90% dos casos
gota / artritemelhora em 100% dos casos redução do ácido úrico similar à medicação convencional
Afecções de pele:
acneshiatsu / tuina: a acne desapareceu em 42% dos casos após 30 dias de tratamento acupuntura: a acne desapareceu em 59% dos casos após 10 dias de tratamento
eczemamelhora razoável
irritação na pelemelhora significativa
micosedesaparecimento em 53% dos casos após 3 meses (eficácia superior ao tratamento com vitaminas C e E)
herpes zosterdesapareceram a dor e as sarnas após 1,5 a 6 dias
psoriasis vulgarcura obtida em 85% dos casos
psoriasis eritrodermamelhora significativa em 50% dos casos
psoriasis pustularmelhora significativa em 50% dos casos
Afecções no pulmão e vias respiratórias:
gripe comummelhora razoável
dor de gargantamelhora em 90% dos casos
amidalitealívio significativo da dor e da febre
rinite alérgicaeficácia em 97% dos casos (superior e mais duradoura que a medicação convencional)
bronquite agudamelhora significativa
asmaefeito antiasmático em 93% dos casos maior ventilação pulmonar em 68% dos casos
doença pulmonar obstrutiva crônicamelhora significativa após 3 semanas
Afecções no coração:
hipertensãoeficácia similar à medicação convencional, mas sem efeitos colaterais
hipotensãoa pressão foi normalizada em 95% dos casos
doença coronariana e anginamelhora dos sintomas 85% dos casos melhora na dor em 74% dos casos melhora no eletrocardiograma em 69% dos casos
doença cárdio-pulmonar crônicaeficácia em 90% dos casos
neurose cardíacaeficácia superior à medicação convencional
Afecções no fígado e vesícula biliar:
cólica biliareletro-acupuntura: eficácia em 72% dos casos acupuntura: eficácia em 94% dos casos
cálculo na vesícula biliarcura obtida e melhoria das funções biliares em 92% dos casos
hepatite B (vírus portador)o vírus ficou negativo em 30% dos casos o organismo produziu anticorpos em 50% dos casos
Afecções no estômago e intestinos:
dor abdominalshiatsu / tuina: melhora em 96% dos casos após 1.3min acupuntura: melhora em 98% dos casos
cólica estomacalalívio da dor em 98% dos casos
cólica intestinalalívio da dor em 98% dos casos
espasmo gastro-intestinalalívio da dor em 98% dos casos após 30 min
soluçosmelhora significativa
náuseas e vômitoseletro-acupuntura: eficácia similar à medicação acupuntura: eficácia em 90% dos casos magneto-acupuntura: eficácia em 93% dos casos moxa: eficácia em 98% dos casos
diarréiamelhora significativa
constipaçãomelhora significativa
hiperacidez no estomagoeficácia em 95% dos casos
gastrite crônicamelhora significativa
úlceraacupressura: eficácia em 80% dos casos acupuntura: eficácia em 97% dos casos
cólon irritadomelhora significativa em 93% dos casos
enterite (inflamação bacteriana no intestino)cura obtida em 87% dos casos a cultura de fezes ficou negativa após 7 dias
hemorróidasmoxa: cura obtida em 77% dos casos
Afecções no rins:
cólica renalalívio da dor em 100% dos casos
calculo renaleletro-acupuntura: pedras expelidas em 78% dos casos acupuntura: cura obtida em 90% dos casos
retenção urinária traumáticaeficácia superior à medicação convencional
incontinênciamelhora significativa
infecção urinária recorrentedesobstrução do trato urinário em 85% dos casos
Afecções do sistema circulatório:
síndrome de raynaud (mãos e pés frios)melhora significativa aumento considerável do fluxo sanguíneo
flebitemelhora significativa
dor em tromboangiteeficácia em 93% dos casos
excesso de gordura no sanguediminuição em 90% dos casos
Afecções do sistema nervoso:
enxaquecaeficácia em 80% dos casos
tonturaeficácia em 75% dos casos
neuralgia do trigêmeoefeito analgésico em 100% dos casos
neuralgia (dor dos nervos)efeito analgésico em 100% dos casos
dor radicular (raízes dos nervos)laser-acupuntura: melhora significativa
distrofia reflexa do simpáticomelhora razoável
bexiga neurogênicaeficácia consideravelmente mais rápida que o tratamento convencional
lesão crânio-cerebralcura obtida em 86% dos casos
arterioscleroseeletro-acupuntura: aumento da memória, da inteligência e da capacidade de cuidar de si mesmo em 68% dos casos
comarecuperação em 59% dos casos
AVC – seqüela: hemiplegiarecuperação em 66% dos casos
AVC – seqüela: perda da força muscularrecuperação em 75% dos casos
AVC – seqüela: desvio da boca e paralisia da falarecuperação em 76% dos casos
AVC – seqüela: dificuldade de articular palavraseficácia em 90% dos casos
paralisia facialacupuntura: cura obtida em 77% dos casos acupuntura c/ transfixação de pontos: cura obtida em 91% dos casos acupuntura c/ sangria: cura obtida em 96% dos casos
paralisia causada por poliomieliteeficácia superior à medicação convencional
febre hemorrágica epidêmicamoxa: regula a micção, cura a perda de proteína pela urina e reduz o inchaço dos rins
Afecções do sistema endócrino:
obesidadesupressão do apetite em 95% dos casos
diabetes mellitusredução do açúcar do sangue em 20% dos casos
Afecções dos órgãos dos sentidos:
olhossensibilidademelhora em 50% dos casos
doreliminação da dor em 90% dos casos
secura nos olhosaumento significativo dos fluidos dos olhos
conjuntivitemelhora razoável
vista turvacura obtida em 50% dos casos
daltonismodiscriminação das cores melhorou após 3 cursos de tratamento de 7-12 dias cada
ouvidosataque súbito de surdezeficácia em 90% dos casos após 2 semanas
zumbidoeficácia em 23% dos casos (superior à medicação convencional)
narizsangramento nasalcura obtida em 85% dos casos
sinusite e obstrução nasalmelhora significativa
bocaexcesso de salivaçãodiminuição da saliva em 97% dos casos
falta de salivaçãoaumento significativo da saliva
inflamação na gengivamelhora razoável
dor de dente pós-tratamentoefeito analgésico com duração de 24 a 48 horas
dor de dente pós-cirurgiaefeito analgésico com duração de 2 a 3 horas
dor de dente após extraçãomelhora significativa
Afecções da cabeça:
dor de cabeçashiatsu / tuina: alívio imediato em 48% dos casos acupuntura: alívio imediato em 66% dos casos eletro-acupuntura: alívio imediato em 80% dos casos diminuição da freqüência em 50% dos casos alteração significativa no exame de eletromiografia
dor crânio-mandibularacupuntura tradicional: eficácia similar ao tratamento convencional (imobilização) acupuntura intradermica: eficácia em 60% dos casos
disfunção da ATMeficácia similar ao tratamento convencional
espasmo facialshiatsu / tuina: eficácia em 40% dos casos acupuntura: eficácia em 70% dos casos
Afecções psíquicas e psicossomáticas:
depressãoeficácia similar à medicação convencional, mas sem efeitos colaterais
ansiedadeeficácia superior à medicação convencional
insôniao sono foi totalmente normalizado em 98% dos casos
síndrome do stress competitivoeficácia em 93% dos casos
esquizofrenialaser-acupuntura: eficácia superior à da medicação convencional (78% dos casos)
retardo mentalaumento de 21% no quociente de inteligência aumento de 18% na adaptatividade social
Afecções masculinas:
impotência sexual (não orgânica)eficácia em 60% dos casos
ejaculação precoceeficácia em 83% dos casos
inflamação na próstataalívio dos sintomas e melhora das funções sexuais superior à medicação convencional
Afecções femininas:
TPMalívio completo dos sintomas, sem recorrência por 6 meses, em 92% dos casos
dor menstrualmelhora em 91% dos casos
cistitemoxa + shiatsu / tuina: eficácia em 88% dos casos após 1 a 2 meses de tratamento
obstrução da trompacura obtida em 81% dos casos
policisto no ováriocura obtida em 94% dos casos
infertilidadeeficácia em 75% dos casos
menopausamassagem + ventosa: eficácia em 77% dos casos
Gestação e amamentação:
enjôoacupressura: melhora em 20% dos casos acupuntura: melhora em 69% dos casos moxa: melhora em 97% dos casos
correção da posição do fetomoxa: eficácia em 93% dos casos (aumenta atividade fetal e encaixa a cabeça do bebê)
indução ao partoa dilatação do útero foi similar à oxitocina as contrações uterinas foram inferiores à oxitocina
dor do partoefeito analgésico considerado bom
lactação deficienteeletro-acupuntura: aumento da lactação em 92% dos casos
Afecções infantis:
diarréia1 dia de tratamento: cura em 82% dos casos 3 dias de tratamento: cura em 98% dos casos
coqueluchecura obtida em 98% dos casos
convulsãoconvulsões cessaram em 98% dos casos após 2 min de se colocar as agulhas
obesidade infantilredução significativa dos níveis de gordura, glicose, hidrocortisona e tri-iodo-tironina
pós-entubação operatóriaredução significativa do espasmo da laringe (5% dos casos)
encefalite viral (estágio terminal)acupuntura + medicação: eficácia em 82% dos casos
Dependência química:
álcooldiminui a necessidade de ingerir álcool
tabacoaumento na vontade de não fumar em 13% dos casos redução no hábito de fumar em 20% dos casos redução no prazer de fumar em 70% dos casos
cocaínadiminuição dos sintomas da abstinência em 44% dos casos
heroínadiminuição dos sintomas da abstinência (anorexia, suor espontâneo e insônia) redução da freqüência do uso de heroína
desintoxicação de álcoolredução do álcool no sangue
desintoxicação de tabacoredução da concentração de nicotina
Pós-operatório:
convalênciaefeito analgésico superior e mais rápido que a medicação convencional
mal-estar e vômitoseletro-acupuntura: efeito inferior à medicação convencional (50% dos casos) acupuntura: efeito similar à medicação convencional (90% dos casos)
cirurgia de amídalasalivio significativo da dor e da salivação acelera a cicatrização
cirurgia de hemorróidasmelhora da dor e do desconforto em 77% dos casos
cirurgia de artroscopiaalivio significativo da dor
cirurgia cerebralcura dos sintomas em 86% dos casos
dor do pós-operatórioreduz pela metade a quantidade de analgésicos narcóticos (ex. morfina)
dor após exame de endoscopiaeficácia similar à medicação, mas sem efeitos colaterais
recuperaçãoganho de força muscular e de movimentos em 93% dos casos após 10 dias de tratamento
Câncer:

reações adversas ao tratamento de radioterapia e/ou quimioterapianáuseas, vômitos e falta de apetite foram eliminadas em 93% dos casos tontura e cansaço foram minimizadas consideravelmente
perda de leucócitosacupuntura: aumento dos leucócitos em 87% dos casos moxa: aumento dos leucócitos em 90% dos casos
dor causada por cânceranalgesia imediata: efeito em 70% dos casos (similar à medicação convencional) analgesia prolongada: efeito em 92% dos casos (superior à medicação convencional)

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

92% DAS GRÁVIDAS PODEM EVITAR CESARIANAS COM TÉCNICAS DE ACUPUNTURA

O estudo, realizado durante três anos, envolveu uma amostra de 357 grávidas de 28 semanas ou diagnosticadas com apresentação pélvica, ou seja, o bebé está na posição sentado o que dificulta muitas vezes um parto normal.
Ambos os grupos experimentaram estimulação elétrica. O grupo de controlo recebeu apenas exercícios e manipulação cefálica externa e obteve uma taxa de correção de 74%. O grupo de tratamento recebeu 30 minutos de estimulação de pontos de acupuntura com moxabustão diária, sem exercício ou manipulação cefálica externa, e obteve uma taxa de correcção da apresentação pélvica bem sucedida de 92%. Muitas mulheres relataram que sentiram o bebé a chutar e a movimentar-se depois de alguns minutos de tratamento, e outras no prazo de 5 dias.
A moxabustão é uma técnica terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa, uma espécie de acupunctura térmica, feita pela combustão de dois tipos da erva Artemísia.
"O momento ideal para a correção de uma apresentação pélvica com Moxabustão é de 34 semanas, embora seja possível fazê-lo até às 39 semanas. Acredita-se que o efeito tonificante e gradual do aquecimento da moxa incentiva o bebé a tornar-se mais ativo e a levantar-se, de forma a ganhar força suficiente para se posicionar corretamente. O Moxabustão também pode ser utilizado para reposicionar a apresentação transversal , uma situação na qual o feto se encontra colocado horizontalmente no útero da mãe, perpendicular ao canal do parto, com a cabeça,

o tronco e as nádegas ao mesmo nível. São resultados espantosos e bastante rápidos. " explica a Dr.ª Chen, Diretora do Centro de Terapias Chinesas.
A apresentação pélvica ocorre em 33% dos bebés entre a 21ª e a 24ª semana e em 28% dos bebés entre a 25ª e a 28ª semana. Um grande estudo científico internacional demonstrou anteriormente que quando o bebé tem este tipo de apresentação, o parto normal comporta uma alta taxa de morbilidade comparativamente com a cesariana. Em muitos países, a cesariana passou a ser a primeira opção a realizar sempre que o feto se encontra em apresentação pélvica no termo da gravidez.
O Centro de Terapias Chinesas está em Portugal desde 1993, dedicando-se à divulgação, tratamento e ensino da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). Fundado pela Dra. Wenqian Chen, licenciada pela Faculdade de Medicina Tradicional Chinesa de Tianjin, conta com dezenas de milhares de pacientes e alunos, que variam na faixa etária entre os 6 meses de idade e os 96 anos.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Parasita do coração (虫の心) – Umakan (うまかん).


Umakan (うまかん) seria um parasita energético que esta ligado com o coração, ele se fixa no zang e se desenvolveria com o passar do tempo, o individuo que foi atacado por esse mushi (), era necessário que mantivesse sempre em um estado de tranquilidade para que ele fosse embora do hospedeiro, para isso, foram transmitidos varias formas de acupuntura para combater o mushi ().


Se esse mushi () não for expelido do organismo, ele causa problemas emocionais, problemas cardíacos e adere nas pessoas que estejam próximas ao fogo ou ao Sol muito forte. Independente de ser na fase inicial ou tardia, o tratamento por agulhas não é alterado, e o acupunturista tem que tomar muito cuidado ao inserir a agulha, pois, não é recomendado para esse tipo de tratamento aplicações dolorosa ou estímulos agressivos. 

Para saber mais do livro clássico dos mushi clique aqui.