quarta-feira, 13 de maio de 2015

Relação do pulmão (fei) com o sistema de defesa do organismo (WeiQI) e o outono.


Pulmão e a respiração:
A localização do pulmão fica na parte superior do corpo, próximo ao coração. De forma funcional o pulmão inicia no nariz e termina nos alvéolos. Na medicina chinesa o pulmão é responsável por conectar o céu com a terra devido a sua localização que fica na parte superior do corpo. 

Em outros textos o pulmão é considerado o “receptor do qi dos céus”, seguindo essa expressão existe duas ideias importantes, uma delas é atribuída a função de trazer o ar para a criação do qi. 
Se o pulmão (fei) estiver fraco, com uma respiração curta de baixa qualidade, o qi do individuo acaba ficando deficiente (qi fraco). A respiração superficial enfraquece o Qi. 

Como está vinculado com a respiração, temos a impressão de que ele é o responsável por ela. Devemos nos ater, portanto, ao fato de que a respiração é de responsabilidade da terra, e não do elemento metal.

O Pulmão é local onde é recebido a elemento do ar e também incorporado e expirado, mas mãe da respiração é elemento terra, no ciclo de geração dos cinco elementos quem é mãe do elemento metal é a terra.

Pulmão e o qi “defensivo”
Gravura 6: O pulmão.
O pulmão tem como objetivo de espalhar o que chamamos de qi “defensivo” (wei Qi) para o corpo todo, esse qi defensivo é uma fração do nosso qi total que nutri a camada ente pele e músculo evitando a invasão de fatores patogênicos como vento, secura e umidade. Caso a uma falha nesse sistema de defesa o pode ocorrer quadro de infecções e articulações doloridas.

Se a pessoa que fica muito exposta ao vento/frio da época de outono e não se proteger adequadamente o qi do pulmão acaba se esgotando, ocorrendo falha no sistema de defesa energética resultando em resfriados, gripes com frequência e ficar mais propensa a ter reações alérgicas. Que é muito comum na estação do ano como outono.

Pulmão como órgão “frágil”.
Para a medicina tradicional chinesa o pulmão ele está mais exposto com meio externo do que os outros órgãos, fazendo o que se torna um zang vulnerável aos ataques externos climáticos. Na china é comum nas épocas frias eles usarem mascaras para impedir a penetração do ar frio e gelado diretamente com o pulmão.

Pulmão como proteção psíquica.
Essa função é muito semelhante ao sistema de defesa (weiqi) que já foi citado nesse tópico. No nível físico o pulmão tem a capacidade de evitar infecções como tosses e resfriados. Por ser vulneráveis a esses “ataques” de infecções.

No nível mental e espiritual, também somos frágeis, quando o qi do pulmão está equilibrado é possível se proteger contra ataques nesses níveis psíquicos e espirituais. 
As pessoas cujo qi do pulmão é forte geralmente possuem a capacidade natural de se auto-proteger. Pessoas com pulmões fracos, entretanto, costumam ser mais sensíveis às críticas e ás agressões emocionais. De forma geral quem tem uma boa energia do pulmão é capaz de reduzir a intensidade dos sentimentos ao ponto de conseguirem não revelar muitas coisas aos outros e possivelmente a si próprios.

Confira também a matéria que fala sobre o fator patogênico do pulmão que é secura acessando no link abaixo:

Referencia: 
- AUTEROCHE. B.O diagnóstico na medicina chinesa. São Paulo, Andrei, 1992.
- HICKS, et al. Acupuntura constitucional dos cinco elementos. Rio de Janeiro, Roca, 2011
- TSE. LIN CHIEN. Medicina esotérica chinesa. São Paulo, Ícone, 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário