sábado, 30 de novembro de 2013

Auriculodiagnóstico

Texto por Caio Cesar de Oliveira

Quando acontece alguma alteração no sistema de órgão e vísceras (zang fu) a área auricular sofre determinadas alterações mostrando para o terapeuta a respectiva alteração que está no organismo.

No auriculodiagnóstico o terapeuta avalia as mudanças de coloração, escamações, aumento de vascularização, formação de nódulos e etc.

Algumas mudanças de coloração:
Manchas Vermelhas
Disfunções agudas, dor ou excessos.
Manchas Brancas
Disfunções crônicas ou deficiências.
Coloração Cinza
Mau prognóstico (suspeita de tumor)

Coloração Marrom
Disfunção crônica ou reação de sequela quando a enfermidade foi curada.

Mudanças morfológicas:
Cordões
Disfunção articulares
Nódulos
Disfunções crônicas e degenerativas
Depressão
Disfunções crônicas em geral
Irregularidade (rugas, espessamento)
Enfermidades dermatológicas.

Descamações
Descamações
Doenças inflamatórias ou doenças de pele (inclui mucosas).

Reações Vasculares.
Vasos Vermelhos
Dor ou Disfunções circulatórias
Vasos Azulados
Disfunções crônicas, bem antiga.

Observações:
  •  As intensidades das alterações não têm relação direta com a gravidade do problema, e sim com o tempo de evolução.

  •   Não é obrigatório que a pessoa tenha sintomatologia na área coporal na qual a orelha está registrando a alteração.

  •   A inspeção é um exame visual, o pavilhão auricular não deve ter sido tocado.

  •  O processo de alterações na aurícula acompanha o envelhecimento da pessoa (história pessoal).

Nenhum comentário:

Postar um comentário