quarta-feira, 5 de junho de 2013

A breve história do método de Craniopuntura Japonesa (YNSA)

Texto: Caio Cesar de Oliveira - Biomédico/Auriculoterapeuta

O Drº Toshikatsu Yamamoto tinha o costume  de atender muitos lavradores de plantações de arroz no japão, com anestesias para aliviar as dores dos trabalhadores que ficavam com os pés  mergulhados na água o tempo todo; aplicando-se anestésicos na região ou em bloqueio de nervos.

Um certo dia um dos pacientes relatou uma grande melhora no sintoma da dor após a aplicação da agulha, mas o Sr. Yamamoto descobriu que não havia injetado anestésico e apenas a água destilada. 

O médico muito "encucado" acabo fazendo experimentos de aplicação de agulhas sem analgésico e sem diluentes nas regiões das dores de cada paciente assim obteve resultados muitos positivos; a partir desse momento o Drº Yamamoto passo a interessar pela acupuntura.

Iniciou-se os seus estudos e ouviu falar da craniopuntura chinesa (utilização de agulhas na região do cranio) e posteriormente começou a fazer as suas pesquisas. E com o tempo ele percebeu que ao estimular determinado ponto na nossa cabeça tirava uma dor especifica do corpo. 

Após 30 anos acabou mapeando diversos pontos espalhados no cranio, determinando cada função do organismo e por fim acabou desenvolvendo a técnica chamada de YNSA (Yamamoto New Scalp Acupuncture).

A sua mais nova técnica foi apresentada pela primeira vez em 1973 no evento da escola Ryodoraku  no Japão. Assim descobrindo primeiramente os pontos básicos da cabeça nomeando de acordo com as descobertas:
1 - Ponto A ( Cabeça e pescoço)
2 - Ponto B (escápula)
3 - Ponto C (Membros Superiores)
4 - Ponto D (Metade inferior do corpo)
E assim por diante.

Depois dos estudos básicos ele evoluiu em sua pesquisa encontrando pontos relacionados com os órgãos dos sentidos (olhos, nariz, tronco cerebral); ele não satisfeito, o gênio Yamamoto acabou encontrando forma de tratamentos e pontos relacionados com os órgãos e as vísceras (Zang Fu) dando os nomes de pontos "Y". Para poder utilizar esses pontos "Y" foi necessário aperfeiçoar  o diagnostico abdominal dos japoneses, e por fim descobriu o microssistema do pescoço e passou a utilizar cada vez mais o diagnóstico cervical em detrimento ao abdominal. 

Benefício da técnica.
  • Aliviam as dores com grande eficácia em 90%.
  • Método fácil de aprendizagem.
  • Técnica segura, não oferece risco aos pacientes devido a inserção das agulhas que localiza-se regiões superficiais dos pontos.


Drº Toshikatsu Yamamoto
Ficha do Drº Toshikatsu Yamamoto
Médico (japão)
- Anestesista (Nova York), 
- Ginecologista e obstetrícia (Alemanha)  
- Posteriormente acupunturista (Japão)
Crio o nome de YNSA Craniopuntura Japonesa) para poder diferenciar do métodos chines.
Setembro de 2000 veio ao Brasil realizando o curso para 400 pessoas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário